O CyberGhost, uma das melhores VPNs do mercado, acaba de publicar seu relatório de transparência para o primeiro trimestre de 2024, dando continuidade à sua tradição de transparência para com seus usuários. Esse relatório tem sido aguardado com ansiedade por muitos usuários da Internet que buscam entender como seus dados são tratados e protegidos em um contexto de vigilância e legislação em constante mudança. Ao detalhar as solicitações legais e as ações tomadas em resposta, a CyberGhost enfatiza seu compromisso de manter a confidencialidade e a integridade dos dados dos usuários em uma estrutura legal cada vez mais exigente.

Solicitações legais feitas a provedores de VPN: o que significam?

O que é conhecido como solicitações legais para uma VPN refere-se a solicitações que governos, agências reguladoras ou órgãos judiciais fazem a um provedor de VPN para obter informações sobre seus usuários.

Essas solicitações podem incluir detalhes das identidades dos usuários, atividades on-line ou históricos de conexão. As empresas de VPN, como a CyberGhost, documentam essas solicitações em seus relatórios de transparência para informar os usuários sobre a frequência e a natureza das solicitações governamentais ou legais que recebem.
Você pode ver o relatório completo da CyberGhost aqui.

Conteúdo do relatório da CyberGhost

Aumento nas solicitações legais

O CyberGhost VPN registrou um aumento de 9% nas solicitações legais, revelando uma crescente vigilância das atividades on-line. O detalhamento inclui reclamações DMCA, sinalizadores de atividades maliciosas e solicitações da polícia.

O número de solicitações totalizou 369.580.

Reclamações de DMCA: 34.179 em janeiro, 35.919 em fevereiro e 46.873 em março
Atividade maliciosa: 34.368 em janeiro, 139.252 em fevereiro e 78.985 em março
Solicitações da polícia: apenas 4 em janeiro

Ponto de vista sobre solicitações de DMCA

Uma análise das reclamações de DMCA mostra uma ligeira queda, sugerindo variações sazonais na distribuição de conteúdo protegido por direitos autorais. A maioria dessas reclamações está relacionada a infrações de compartilhamento de arquivos via torrent.

Alertas de atividades maliciosas

Os alertas de atividades maliciosas constituem a maioria das solicitações, indicando um aumento nos ataques cibernéticos relatados em fevereiro de 2024.
Esses alertas de atividade mencionados nos relatórios de transparência podem incluir casos em que os hackers usam serviços de VPN como o CyberGhost para mascarar sua identidade durante ataques cibernéticos. Esses alertas geralmente são emitidos por organizações ou indivíduos que detectam atividades suspeitas de endereços IP associados ao serviço de VPN.

Interação com autoridades policiais

O relatório observa um volume muito baixo de solicitações de aplicação da lei, destacando a política rigorosa de não retenção de registros do CyberGhost, que limita a retenção de dados.

Números do primeiro trimestre do CyberGhost Bug bounty

Criado há um ano, o programa Bug bounty da CyberGhost levou a inúmeras colaborações com pesquisadores de segurança cibernética de todo o mundo. Eles podem relatar vulnerabilidades legalmente.

Durante o primeiro trimestre de 2024, a empresa com o pequeno fantasma recebeu 81 envios, 43 dos quais eram exclusivos. No total, 9 dos envios exclusivos recebidos eram válidos.

Os 34 problemas restantes relatados eram falsos positivos, informativos ou inválidos.

A resposta do CyberGhost a essas solicitações

O CyberGhost é uma VPN sem registros.

Esse serviço tem o firme compromisso de proteger a confidencialidade de seus usuários por meio do uso de servidores que operam exclusivamente em RAM. Essa tecnologia garante que todos os dados sejam apagados regularmente, tornando extremamente difícil monitorar ou fazer backup das atividades on-line.

Lucas Ribeiro Almeida
Lucas Ribeiro Almeida

Expert em VPN e segurança digital, revelando os segredos das redes privadas virtuais para uma navegação segura e privada.