O uso de uma VPN é frequentemente associado a atividades de hacking. Mas será que isso realmente acontece? Para a pergunta se você se torna um hacker por usar uma VPN, aqui está a nossa resposta.

O que é um hacker?

Vamos esclarecer esse ponto.

O termo hacker é frequentemente mal compreendido, o que levou a várias interpretações e confusões.

Originalmente, a palavra hacker estava associada à noção de consertar ou mexer em computadores. Era a arte de encontrar uma solução rápida e engenhosa para um problema técnico.

Um hacker é, portanto, um indivíduo que mexe com computadores, que tem profundo conhecimento em computação e que é capaz de entender, explorar e manipular sistemas tecnológicos.

Ele usa suas habilidades para analisar e desmontar sistemas, seja para descobrir vulnerabilidades, melhorá-los ou simplesmente por curiosidade intelectual.

O termo em si não carrega nenhuma conotação negativa ou positiva e não faz nenhum prejulgamento das intenções da pessoa.

Entretanto, com o passar do tempo e com a cobertura da mídia de determinados eventos relacionados a crimes cibernéticos, o termo hacker adquiriu uma conotação mais negativa, geralmente associada a pessoas que exploram ilegalmente sistemas de computador.

As diferentes faces do hacking :

Hackers éticos (White Hat): esses especialistas, longe de serem criminosos, usam seus talentos para detectar e corrigir falhas de segurança. Geralmente são contratados por empresas que desejam fortalecer a segurança de suas infraestruturas.

Hackers mal-intencionados (Black Hat): esses indivíduos, o oposto dos White Hats, exploram ilegalmente as vulnerabilidades para obter ganhos pessoais.

Para saber mais: Quais são os diferentes tipos de hackers? Você verá tudo!

O que faz uma VPN?

Uma VPN foi projetada para proteger sua conexão com a Internet. Ela criptografa seus dados e mascara seu endereço IP, garantindo maior confidencialidade on-line. Longe de ser um instrumento dedicado ao hacking, ela é, acima de tudo, uma ferramenta de segurança cibernética amplamente utilizada.

Por que a VPN está associada a hackers?

A confidencialidade da navegação on-line fornecida por uma VPN pode, em alguns casos, ser sequestrada para fins maliciosos.

No entanto, isso não significa que as VPNs sejam ferramentas de hacking. Muitos profissionais e indivíduos usam VPNs por motivos perfeitamente legítimos, como proteção de dados ou para contornar restrições geográficas.

Alguns jornalistas de todo o mundo também as utilizam para proteger suas fontes.

Para concluir: Não, usar uma VPN não fará de você um hacker!

Uma VPN é uma ferramenta e, como qualquer ferramenta, tudo depende de como você a usa. Optar por uma VPN não fará de você um hacker. Acima de tudo, é uma forma de fortalecer sua segurança e confidencialidade on-line.
As VPNs são comumente usadas por usuários da Internet quando se conectam a redes Wi-Fi públicas, como as de cafés, aeroportos ou hotéis. Essas redes geralmente são alvo de hackers que procuram interceptar dados.

Sem uma VPN, você fica vulnerável a ataques e roubo de informações, como Andy Yen, fundador da Proton VPN, apontou em uma entrevista: “Ninguém deveria poder explorar seus dados, ponto final.”

Se você usa regularmente o Wi-Fi público, recomendamos que o use para proteger seus dados pessoais.

Mateus Sousa da Silva
Mateus Sousa da Silva

Especialista em tecnologia e proteção de dados, com expertise em cibersegurança e jornalismo digital. Apaixonado por direitos digitais e privacidade online, oferece insights relevantes sobre as tendências tecnológicas atuais.