Todos os anos, o spam e o phishing continuam a causar estragos. É fato que, apesar de tomarmos certas precauções, somos constantemente bombardeados por mensagens não solicitadas. Elas podem assumir a forma de spam ou phishing, dois tipos de ataque cibernético que, embora relacionados, diferem tanto em seus objetivos quanto em seus métodos. Compreender essas diferenças é essencial para que você possa se defender com eficácia.

O que é spam?

Spam é qualquer comunicação digital não solicitada enviada em massa. Embora muitas vezes seja usado para fins relativamente benignos, como entupir sua caixa de entrada com publicidade indesejada, ele também pode ser usado para fins maliciosos, como a disseminação de malware.

O spam assume várias formas: e-mails, spam em redes sociais, mensagens de texto ou até mesmo comentários indesejados em sites ou vídeos.

O que é phishing?

Phishing é uma forma de golpe on-line que visa roubar informações pessoais confidenciais, enganando as vítimas para que transfiram dinheiro, concedam acesso ou distribuam software mal-intencionado sem querer. As táticas de phishing são variadas, usando e-mails, mensagens de voz ou de texto, ou até mesmo cartas falsas. Esses ataques geralmente são altamente direcionados, usando informações pessoais para parecerem mais confiáveis. Todos eles são baseados em engenharia social.

Técnicas e exemplos de phishing

As tentativas de phishing geralmente usam a emoção como uma alavanca, explorando principalmente o medo, mas também a raiva ou a tristeza para obscurecer o julgamento das vítimas. Por exemplo, o spear phishing visa indivíduos ou organizações com mensagens personalizadas, enquanto o whaling ataca indivíduos de alto escalão, como executivos de empresas.

Como funcionam o spam e o phishing?

Enquanto o phishing evoluiu para se tornar cada vez mais sofisticado, o spam também passou por mudanças em sua forma e em suas técnicas. Atualmente, bots e sistemas automatizados possibilitam o envio de spam em uma escala sem precedentes, e kits de phishing estão disponíveis na dark web para permitir que até mesmo criminosos cibernéticos novatos lancem campanhas avançadas de phishing.

Diferenças entre spam e phishing

Embora seja uma das formas mais comuns de pirataria, o spam tem como objetivo principal a propaganda de produtos ou serviços ou a distribuição de software mal-intencionado, sem visar especificamente as informações pessoais dos destinatários. O phishing, por outro lado, tem o objetivo de roubar dinheiro ou informações confidenciais, com um direcionamento preciso para maximizar as chances de sucesso.

Saiba mais: Malvertising: quando a publicidade se torna nossa inimiga

Como você pode identificar e evitar ameaças de spam e phishing?

Fique atento ao remetente das mensagens e tome cuidado com saudações genéricas e erros de digitação ou gramaticais. Seja particularmente cuidadoso com anexos e links e ignore solicitações de informações pessoais de fontes não seguras. O uso de filtros anti-spam e software de segurança é fundamental para uma proteção eficaz. Opte por serviços de e-mail seguros para reduzir os riscos. Lembre-se, os golpes on-line sempre exploram o erro humano.

Lucas Ribeiro Almeida
Lucas Ribeiro Almeida

Expert em VPN e segurança digital, revelando os segredos das redes privadas virtuais para uma navegação segura e privada.